Ameaças

Sendo uma espécie migratória a Águia-pesqueira enfrenta inúmeras ameaças ao longo da sua vida, muitas delas evitáveis com a ajuda e apoio de todos.

Quais as ameaças que enfrentam

Conhecer para resolver

As aves enfrentam muitos ameaças que colocam em risco as suas vidas. As linhas eléctricas, a perturbação humana nas áreas de reprodução ou o abate indiscriminado durante a migração são algumas das ameaças que enfrentam durante o seu percurso de vida. A população reprodutora em Portugal extinguiu-se devido a vários factores como a perturbação humana, perseguição e poluição. A fêmea do último casal que se reproduzia em Portugal na costa Vicentina até 1997, morreu no ninho emaranhada em redes de pesca.

É importante conhecer os perigos que esta espécie enfrenta ao longo da sua vida para agirmos e evitar a morte de outros indivíduos no futuro. 

 

Linhas eléctricas

As linhas eléctricas constituem uma ameaça real para as aves, pois funcionam como barreiras à mobilidade das aves. Sendo uma espécie que migra para África enfrenta riscos acrescidos ao longo do seu percurso.

Perturbação humana

A actividade humana desordenada pode causar prejuízos graves às aves. Informar e envolver as populações é essencial para garantir o sucesso na recuperação das populações de aves.

Material de pesca abandonado

O material de pesca abandonado é perigoso tanto para as Águias-pesqueiras como para outras espécies marinhas.

Redes nas aquaculturas

A utilização de redes de malha reduzida para proteger os tanques de aquacultura causa a mortalidade de diversas espécies de aves que tentam capturar os peixe nestes locais ficam presos nessas redes e acabam por morrer.

Perturbação nas áreas de nidificação e de invernada

Mantenha a distância de áreas de nidificação para evitar perturbar. Caso presencie algum tipo de perturbação contacte as autoridades.

Competição com outras espécies

Têm sido identificados alguns problemas no estabelecimento de casais reprodutores, nomeadamente a ocupação dos ninhos por outras espécies como a Cegonha-branca ou o Ganso-do-Egipto.

O que fazer quando encontrar uma águia-pesqueira ferida ou morta

Quando encontrar uma Águia-pesqueira ferida, ou uma ave de outra espécie, deve informar as autoridades para fazer a recolha e transporte da ave para um centro de recuperação. 

Deve contactar o Serviço de Protecção da Natureza e do Ambiente da GNR (SEPNA) através do número de telefone 808 200 520 ou através de um formulário online.

No caso de encontrar uma Águia-pesqueira morta deve também reportar o incidente para que o cadáver seja recolhido, identificando se possível a causa da sua morte.

Imagens que é necessário evitar no futuro

Tem imagens que ilustrem incidentes que envolvam Águia-pesqueira? Agradecemos a partilha das suas fotos para ilustrar os incidentes que se pretendem evitar no futuro. 

imagem alternativa
imagem alternativa

A Águia-pesqueira (Pandion haliaetus) é uma espécie protegida por leis nacionais e comunitárias.  Ao abrigo da Convenção de Berna foi elaborado em 2016 o “Plano de Recuperação e Conservação da Águia-pesqueira (Pandion haliaetus) na Europa e na Região do Mediterrâneo