P23

Macho de origem finlandesa libertado na albufeira do Alqueva no âmbito do Projecto de Reintrodução da Águia-pesqueira em Portugal.

Informação individual

Consulte aqui a informação recolhida relativa a este indivíduo que foi devidamente identificado e confirmado através da leitura da sua anilha.

P23

Um pouco da sua história de vida

Macho oriundo da Finlândia que foi translocado para o Alqueva em 2012

Após a sua libertação na albufeira do Alqueva este indivíduo deixou de ser observado a 1 de Agosto de 2012. Este indivíduo só voltou a ser observado a Junho de 2016, no entanto sabe-se que se reproduziu no troço superior da albufeira do Alqueva em 2015. Desde então tem nidificado todos os anos com a fêmea com anilha 9UW.

Anilha metálica
no tarso esquerdo

Anilha colorida
no tarso direito

Registo de observações

04 de Junho – Ponte da Ajuda, Elvas –  Emilio Costillo

15 de junho – Ponte da Ajuda, Elvas – Jorge Safara

9 de julho – Ponte da Ajuda, Elvas – Jorge Safara

3 de Agosto – Ponte da Ajuda, Elvas –  Jorge Safara, et al

9 de agosto – Ponte da Ajuda, Elvas –  José Antonio Roman, Joaquín Mazón

Nidificação

2015 – Primeiro ano em que o casal nidificou. Foram detectados juvenis no Guadiana, por vigilante espanhol (Julho).

2016 – O casal formado por este macho (P23) e uma fêmea com anilha 9UW criou com sucesso duas crias

Das duas crias que nasceram só uma delas conseguiu voar. A 15 de junho foram observadas as 2 crias com os progenitores. Mas a 22 de Junho só foi observada 1 cria com os progenitores. As causas do desaparecimento da cria são desconhecidas.

Este casal (P23+9UW) criou com sucesso 2 crias, que foram anilhadas a 21 de Junho. Foram utilizadas as anilhas de PVC de cor verde com os códigos P58 e P59.

Casal construiu um novo ninho, pois o utilizado no ano anterior estava ocupado por Ganso-do-Egipto. O casal P23+9UW teve 3 crias que criou com sucesso.

Das 3 crias que nasceram só duas conseguiram voar. Uma das crias desapareceu do ninho entre 8 de Junho e 21 de Junho, quando foram anilhadas. As causas do desaparecimento são desconhecidas. Foram utilizadas as anilhas PA1 e PA2.

O casal P23+9UW construiu novo ninho na árvore utilizada em 2016 e 2017. Tiveram 3 crias que criaram com sucesso.

O casal P23+9UW foi observado junto pela primeira vez a 10 de Março

Informação relativa à reprodução

0
Crias nascidas
0
Crias voadoras

Observou esta ou outra águia-pesqueira com uma anilha colorida?